Apresentação do Curso

O ABLAVE nasceu na segunda década do século 21 para difundir os novos conhecimentos sobre a Doença Venosa Crônica. Para entender esta afirmação é necessário um resumo da evolução dos conhecimentos sobre doença venosa.


Desde o sec. XVI quando foi descoberta a circulação sanguínea até hoje muita polêmica consumiu o tempo de pesquisadores das doenças vasculares. As varizes e suas complicações tornaram-se problema de saúde pública. A ultrassonografia, a classificação CEAP em definição de Doença Venosa Crônica com seus variados aspectos clínicos, etiológicos, anatômicos e fisiopatológicos mudaram o comportamento dos médicos frente a esta doença.


A doença é muito frequente (35% da população adulta) e o tratamento teria que ser feito da maneira mais simples possível. A cirurgia de varizes executada em todo mundo foi proposta já na época do império romano, mas foi a partir do final do sec. XIX que seus princípios foram estabelecidos. A partir dos anos 50 do sec. XX, no Brasil, foi definida a cirurgia radical de varizes que incluía a safenectomia interna e externa mais flebectomias de tributárias. O intuito era diminuir recorrências e esta operação baseava-se em princípios anatômicos. Tudo mudou com a introdução dos exames ultrassonográficos que permitiram que a cirurgia fosse baseada em princípios hemodinâmicos.


A seguir veio a época da cirurgia minimamente invasiva e a cirurgia vascular não ficou atrás. Na Europa descobriu-se que o uso de LASER poderia fazer a ablação da safena poderia ser feita sob anestesia local.

Drogas esclerosantes detergentes começaram a ser injetadas sob forma de espuma, o que potencializou seu efeito permitindo que a escleroterapia fosse estendida a veias de grande calibre com sucesso e sem nenhum tipo de anestesia. O tratamento da Doença Venosa crônica tornou-se ambulatorial.


O Curso ABLAVE surgiu para difundir estes avanços, principalmente o tratamento ambulatorial de Doença Venosa Crônica. Com o passar do tempo e o desenvolvimento de novas teorias como as bases hemodinâmicas de preservação da safena, os aspectos inflamatórios da doença, a possibilidade de restauração do sistema venoso profundo, os novos anticoagulantes, etc. fizeram ampliar os temas do curso. A viabilidade de reuniões “on-line” possibilitou que especialistas e pioneiros de todo mundo se apresentassem no curso.


Tudo isto faz do Curso ABLAVE um curso moderno adequado a quem procura atualização e oferecer o que há de mais atual e eficaz ao seu doente.

Aprimore seus conhecimentos com renomados professores nacionais e internacionais, referências em flebologia